segunda-feira

O ORIXÁ EXU E O EXU ORIXÁ


No desenrolar das filmagens encontramos uma legião de Exus ditos "entidades" ou "catiços", com suas capas pretas, seus tridentes, charutos e marafos (cachaça), começamos a garimpar para encontrar um Exu "Orixá", fiel as características africanas Iorubanas, rodamos por toda São Paulo a procura da divindade, tratava-se de um caso raro, inclusive na Bahia, com todo o tabu em volta de Exu, é dificílimo um Pai ou Mãe-de-santo ter coragem de iniciar um filho em Exu como Orixá titular da cabeça. Encontramos um filho de Exu justamente ao nosso lado, no Parque Alvorada - bairro dos Pimentas - Guarulhos - SP no terreiro do Babalorixá Carlos Alberto de Camargo de Oxum do Ilê Axé Egbé Nji Bun Mi, antigo Ilê Orinxalá Funfun do falecido Pai Odérito de Oxalufã, onde tivemos o prazer de conhecer Exu Byi (Alaketu).
Quantos aos Exus "entidades", faziam uma verdadeira festa, com muita dança, bebida e palavrão. Na Quimbanda éramos vítimas constantes das brincadeiras desses Exus. Em alguns lugares, aliás, a festa tomava uma uma proporção que quase esquecíamos que tratava-se de um espaço religioso, um certo clima de cabaré no ar esfumaçado.

13 comentários:

Anônimo disse...

oii sou lucio souza do litoral de sao paulo,guaruja...sou feito de orisa esu,,,com o meu pai mogba claudio de osala no ase opoajagunna, sou neto do AGBA VALDEMIRO DE SANGO e bisneto de mãe Menininha do gantois,dona Maria Escolástica de Nazaré...fico eternamente agradecido por vcs fazerem esse trabalho de dismistificação que é o orisa esu..revelando a verdade que é essa divindade,que foi mal retratada e grosseiramente prejudicada na epoca dos escravos e que é até assim nos dias de hoje, que meu pai esu ilumine e abra seu caminhos e que todos os orisas abençoem sua vida...ase....

Ligia Borges disse...

ola sou Ligia Borges filha de xogum uma exu raro de em seu culto,minha yalorixa é Tacitaô de Yança ela rela meu Orixa e ele a respeita muito e eu tambem axe

Ligia Borges disse...

goataria de corrigir um erro de digitação onde lêr rela quis dizer ZELA MEU ORIXA AXE

Sérgio disse...

Asé...bom eu frequento um terreiro de Candomblé Ketu aqui em são paulo na zona-leste.

Eu tenho um bizavó de santo que tem como primeiro orixa de cabeça èsúsoroque que é 6 meses ogum e seis meses Èsú. tb é muito interessante, adorei o blog...o video e gostaria que vcs e outros visita-se a comunidade do meu pai e tb a do terreiro que frequento asé.

http://www.orkut.com.br/Main#Profile?rl=mp&uid=14295992878896757130

http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=94043451

Anônimo disse...

Meu cordial Saravá à todos! Gostei muito do documentário, mas achei que faltou mais material sobre os Exús Quimbandeiros, a opinião dos adeptos do Candomblé sobre os Exús e Pombagiras na Quimbanda é muito vaga.
Claro que a Quimbanda da atualidade deixa muito a desejar, mas ainda pode-se encontrar poderosos Exús Quimbandeiros, sem aquele clima de cabaré, que tanto eu abomino, se os produtores desejarem uma palestra com meu Exú, Sr. Pantera Negra, entidade antiga dentro da Umbanda e Quimbanda favor entrar em contato, ou comigo mesmo pessoalmente.
Sou o R.S. e moro no estado de Sergipe e tenho acompanhado os "catiços" do nordeste e suas manifestações e também tenho feito minha parte em apresentar a verdadeira Quimbanda, pouco conhecida nestas bandas e mal interpretada, saúde e paz! meu contato: sorducapan@live.com

Anônimo disse...

Realmente muito interessante este tema. Sou Umbandista praticante e sempre gostei muito de estudar e entender melhor esta diferença entre O Orixá Exú e as entidades que se manifestam com este nome, não sei se estou equivocado, mas acho que estes que entendo como espíritos , que se manifestam, não se podem ser considerados Exus e sim guardiões , mas a grande dúvida é: como se fez esta analogia? entre uma divindade , uma energia inconsciente e um ser pensante e atuante?

Anônimo disse...

olá, sou filho de ESÚ Orisá, muitos confirmão minha origem, mas até agora não encontrei quem quisece fazer meu santo, na maioria das vezes querem fazer meu juntó, e eu sinto uma a força contrária a isso, com o tempo acabei me afastando do terreiro...
hoje cuido do meu guardião do meu jeito como poço e como sou orientado a fazer pelas entidades que se manifestão por mim, mas gostaria muito de encontrar quem assumiçe essa responssábilidade
ps.
desculpe os erros de português... teclado desconfigurado

Anônimo disse...

Pois e irmão, eu tb sou filho de exu, tinha esse problema mais encontrei um selador muito sério. Sou feita a 4 mês, estou muito feliz

Ricardo Azevedo disse...

Boa noite galera. Não sou do candomblé mas estudo sobre a acho uma religião extremante complexa e interessante. Amo as histórias. Há alguns aspectos que não compreendi completamente. Como podem haver várias Exus e um só? É como a trindade católica?
Tambem não entendi a parte sobre orixás de esquerda e direita. Alguém poderia explicar??
Desde já obrigado. O documentário foi muito esclarecedor e desmistificador. Mais uma vez obrigado.

Ricardo Azevedo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Percília Gonçalves disse...

Me disseram que meu orixá é Exu mas lá não faz a cabeça de filhos de Exu.Senti excluída foi pela data do meu nascimento e jogo de búzios

Anônimo disse...

Exu que eu saiba só trabalha na esquerda ,isso quer dizer proteção do filho e terreiro usado como guarda maior .pomba gira também .linha da direita preto velho caboclo .eres linha oriente etc .

Anônimo disse...

Sei lá vai para umbanda ou quimbanda se VC se sente mal um lugar que te acolha que a energia role para VC e se sinta bem acolhido